Pretty Little Liars PORTUGAL _ Translate

sexta-feira, 25 de Julho de 2014

quinta-feira, 24 de Julho de 2014

Sinopse do episódio 5x10!

"O próximo passo da Alison pode mudar tudo". É o que nos diz o press release divulgado pela ABC Family. E continua: "O jogos da Ali podem ter levado as suas amigas demasiado longe, quando a vida de um homem inocente é posta em perigo."


A tradução da sinopse oficial do episódio é a seguinte:

"Alison está sob pressão para identificar o homem que a polícia tem detido pelo seu rapto, mas as Liars sabem que se ela o fizer, estará a enviar um homem inocente para a prisão e possivelmente a caminhar para uma armadilha da -A. Com Emily a tentar convencer Ali a não fazer o jogo da -A, Spencer surge com um plano B no caso de Alison decidir tomar a decisão errada.
Entretanto, farta de todo o drama de Ali, Hanna tenta viver uma vida de adolescente "normal".

O press release não nos adianta nada sobre a story line de Aria.

Fonte: Spoiler TV
Lê mais...

Fotos promocionais do episódio 5x10!!

O Spoiler TV divulgou as imagens promocionais do episódio intitulado A Dark Ali. Nelas percebemos que:
- Spencer interrompe o jogging de Hanna e Caleb para os alertar de algo. Na mão segura - segundo parece - um tablet;
- As quatro Liars caminham junto à casa de Alison, com ar de poucos amigos, e Aria fala-lhes sobre algo. Será que foram à procura de Alison e ela não estava em casa?
- Aria, Spencer e Hanna vêem o que parecem ser fotografias, que retiram de um envelope. É também de um envelope que tiram um objecto grosso e preto. O que será?
- Alison tem uma cena com Emily;
- O pai de Alison vai voltar a aparecer;

















Também encontrei estas duas fotografias dos bastidores do episódio. Estas duas são tão fofas, não são?



Por fim, para quem gosta de Ezria, aqui ficam estas imagens:




Fontes: Spoiler TV; Ezria x Sparia, Ezria Support
-R
Lê mais...

quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Músicas do episódio 5x07 "The Silence of E. Lamb"


Gostaram das músicas presentes no episódio desta semana? Se ficaram com curiosidade sobre elas, não podem perder esta publicação:

Artista: Hellogoodbye
Música: 
"(Everything Is) Debatable"
Cena: 
Sydney e Hanna conversam no Brew.

Artista: Mikky Ekko
Música: "Pull Me Down"
Cena: Hanna e Caleb conversam e finalmente beijam-se!

Artista: Bear Driver
Música: "No Time to Speak"
Cena: Conversa entre Hanna e Sydney

Artista: Amy Stroup
Música: "Versailles"
Cena: Emily telefona a Paige.

Fonte
Lê mais...

Promo e Sneak Peeks 5x08

Depois de um episódio que considerei muito bom, espera-nos o episódio 5x08, que vai ao ar dia 29 de Julho.

Aqui vos deixo a promo e alguns sneak peeks:

#Promo:



Sneak Peek 1:



Emily pede a Hanna para pedir desculpas a Alison

Sneak Peek 2:



Hanna pede desculpas a Alison pela forma de como a tratou na noite anterior, no jantar em casa da Em. Por sua vez, Alison diz a Hanna que o pai dela vai sair da cidade por uns dias e pergunta se pode ficar na casa dela.
Sneak Peek 3:



Emily diz a Sdyney que Hanna começa a falar coisas sem sentido quando está bêbada. (Quem já viu o episódio vai entender esta cena)

Sneak Peek 4:

Aria é apanhada pela paciente de Radley, amiga de Bethany. Esta diz-lhe que pode esquecer que Aria esteve lá no quarto, se ela lhe fizer algo



Fonte: Youtube: pequenasmentirosasBR e ABC Family

- DF
Lê mais...

terça-feira, 22 de Julho de 2014

Review do episódio 5x06, "Run, Ali, Run"

Olá pessoal. Esta review vai ser feita por mim, Daniela, e pelo Ruben. Metade, metade.
Espero que gostem.

Mais uma semana passada, mais um novo episódio de PLL: 5x06.
Particularmente achei o episódio mais fraquinho desta temporada, embora admita que houvesse algumas revelações interessantes.


O episódio começou exactamente onde o outro acabou. ”Sentiram a minha falta, cabras ?-A”, foi esta a mensagem que marcou o retorno de –A à vida das cinco liars.
Mas a questão fundamental é que –A nunca se foi verdadeiramente, nunca! Sempre esteve presente, escutando conversas, sendo cauteloso, andando pelo meio dos corredores, presenciando coisas. Aparentemente ausente, mas sempre presente


Para elas, é aqui que os problemas começam novamente: apesar de ninguém ter estado dentro da casa no momento da explosão, -A está “de volta”, -A sabe da morte de Shana, -A voltou para atormenta-las, uma vez mais.
Mas porquê reaparecer só agora?
 Na manhã seguinte, existe uma cena entre Caleb e Hanna. Apesar de dizer que não quer compromissos no momento, Caleb está a entrar novamente no –A game, está a entrar novamente na vida das liars, na vida de Hanna.


Caleb mostra-se preocupado com Hanna, aconselhando-a a contarem tudo à polícia. Vistas bem as coisas, -A explodiu com uma casa, -A não está para brincadeiras.


Passando ao próximo casal, adorei a dinâmica entre Aria e Ezra. Lado a lado, juntos, tentam os dois desvendar todas as ligações que poderão levá-los a –A e a todos os segredos que se escondem por detrás da misteriosa noite em que Alison desapareceu: qual é a ligação entre a Sra.Di Laurentis e Bethany, Jessica fazia parte do conselho de Radley, Bethany era uma paciente, será que –A matou Jessica e Bethany…


Mas apesar desta dinâmica, Aria deixa bem claro que as coisas entre eles não vão voltar a ser as mesmas.
Durante a investigação quem bate à porta é a investigadora: a Detective Tanner. Ela resolve ir pedir informações a Ezra sobre Shana, porque na verdade o corpo de Shana foi encontrado num teatro: mesmo teatro que pertence à mãe de Ezra. Mas Tanner não traz consigo apenas perguntas: um envelope com o nome de Ezra escrito foi deixado na porta dele, ela entrega-o.


Ainda antes de voltarem à escola, Peter e Spencer têm uma conversa. Peter quer explicações sobre o motivo de Veronica ter saído de casa, Spencer quer saber o motivo pelo qual o pai mentiu sobre a noite em que Jessica desapareceu.


Já na escola, Aria levanta suspeitas a Spencer quando atende um telefonema de Ezra. Esta acaba por admitir que teve um deslize com Ezra, aliás dois deslizes!


Uma das partes mais creepy do episódio vem neste momento: enquanto as 5 liars estão juntas a almoçar, Alison recebe um vídeo de –A: Jessica Dilaurentis a ser enterrada, “Eu enterrei a tua mãe da mesma forma que a vi a enterrar-te, -A”. Wow!!
Enquanto começam a questionar o possível assassino de Jessica (Shana?Mona?), Alison anuncia que precisa deixar Rosewood. Está perigoso demais para uma mentirosa desprotegida. “E mesmo que você pudesse ir embora, para onde iria?”, pergunta Spencer.


Dada a investigações, novamente Spencer volta ao local onde já pertenceu: Radley. O objectivo? Que Eddie Lamb lhe dê informações sobre Bethany. Sorte? Nenhuma.


Hanna toma uma decisão: ajudar Alison a sair da cidade. Alison pede-lhe algo: prometer-lhe que Hanna não vai contar às restantes sobre o seu plano e ter que ir despedir-se primeiro do seu pai.
Hanna parece muito disposta com esta ajuda. Com grande entusiasmo dá-lhe dinheiro, roupas e motivação extra para Alison sair rapidamente de Rosewood com o chuto no rabo. Nota-se claramente nesta cena que Hanna está mortinha para que Alison sai de uma vez por todas da sua vida. Mas quem a pode culpar?


 Cloro, humidade, água, natação. Próximo casal que vamos abordar: Paily.
Enquanto Paige está nos balneários, Emily pede-lhe para Paige lhe dizer o nome das pessoas que estão com Mona a conspirar contra Alison. “Alison não se arrependeu do modo que ela tratou todo o mundo. Ela ainda é aquela pessoa manipuladora de sempre”, diz Paige.


Emily responde: “Mas poderias viver contigo mesmo se alguma lhe acontecesse mesmo sabendo que poderias ter feito algo para impedir?”. Isso bastou para Paige confessar-lhe tudo. Como é possível que ainda há quem diga que odeia a Paige…
De volta à família Hastings Confusão, Spencer consegue fazer com que os seus pais se encontrem e tenham uma conversa razoável.


-D
Na cena seguinte, entre Hanna e Alison, aprendemos que Noel – segundo Ali – vai ajudá-la a fugir, indo buscá-la à saída de uma estação de comboios. Hanna entrega-lhe deliberadamente um montão de roupas e mostra-se disposta a dar-lhe boleia. Ali estranha o seu comportamento. Acho que nesta cena a própria Alison se apercebe de que Hanna a quer bem longe da vista – apesar de não ter falado com ela sobre isso. No final, Ali agradece a Hanna por a estar a ajudar. Abraçam-se, mas o que Hanna queria era que se abrisse um buraco no chão e que Alison caísse lá, bem ao estilo de Looney Tunes.


De volta a Spencer, a rapariga vê os pais a aproximarem-se no café e fica com a ideia de que fizeram as pazes. Mas as coisas não são assim tão simples. Já lá iremos.


Em casa de Ezra, Aria está novamente em modo paranóica, pois acha que Tanner vai regressar com um mandato de procura. Os dois combinam guardar os documentos de Ezra no sótão da rapariga. Byron não vai dar por nada porque, mais uma vez, está convenientemente em Syracuse. Quando é que os produtores arranjam maneira de trazer o Byron de volta à série? Ainda estou à espera de ver o reencontro dele com Alison… Byron sempre foi a personagem – dentro do núcleo de Aria – com mais potencial. Enfim.


Entretanto, Aria e Ezra abrem o envelope misterioso deixado à porta de casa dele e descobrem que é a mais recente edição da Playboy. Não, estou a brincar. Essas revistas devem estar dentro dos caixotes que vão para o sótão da Aria. O que está lá é um desenho feito por Bethany – paz à sua alma – que retrata Jessica DiLaurentis, junto das suas flores, prestes a ser devorada pelo Cloverfield. Os dois acham que foi –A que enviou o envelope, mas, para terem a certeza, decidem ver as filmagens da câmara de vigilância que Ezra ainda tem em funcionamento.


Em casa de Hanna, Emily surge sem avisar para contar à amiga que Lucas e Melissa estão no exército da Mona. Emily repara num bilhete de comboio sobre uma mesinha e apercebe-se de que Hanna está a ajudar Ali a fugir. Acaba por discutir com ela, acusando-a de estar a ajudar Alison a fugir para não ter de lidar com o facto de a sua presença em Rosewood estar a transtorná-la. Pessoalmente, acho que Emily exagerou bastante. É mais do que normal que Hanna não esteja a conseguir lidar saudavelmente com toda esta situação. Ninguém está. Nem a própria Emily. Cada um tem a sua forma de reagir às situações. A Hanna não está propriamente a planear matar Alison… Enfim, a verdade é que a Emily me anda a enervar já há bastante tempo. Mas esta discussão foi interessante na medida em que o simples nome de Alison é suficiente para destabilizar amizades.


Numa cena super pequena e quase aleatória, vemos Paige a abrir o seu cacifo e a cair de lá um rato. Ela fica extremamente assustada e grita como eu quando vejo um rato. Não me julguem. Anyway, quem será o autor desta partida? A minha aposta vai para Sidney.


Na melhor cena do episódio, Alison entra em casa mas o seu pai não está. Quem lá está é alguém da A Team. Mas Alison não sabe. Numa cena lotada de suspense, qual filme de Hitchcock, a rapariga acende um candeeiro antes de ir para o quarto buscar dinheiro. Contudo, uma mão enluvada apaga-o. Quando a loira chega à sala e repara no candeeiro desligado, apercebe-se que esta é a calm before the storm. –A ataca-a e estrangula-a com o lenço que ela está a usar.


No entanto, Emily aparece e defende Alison, lutando com –A. Ela podia simplesmente tirar-lhe a máscara ou o capuz, mas se o fizesse a série acabava. –A acaba por atirá-la contra uma cómoda e foge. Esta pessoa com quem Emily lutou era bastante forte, pelo que, provavelmente, seria um rapaz. Mas quem? Wren? Noel? Depois desta cena, Emily impede Alison de fugir.


Paralelamente, Spencer volta às suas pesquisas na primeira página do Google, investigando Bethany.
Já Hanna vai a casa de Caleb e desabafa que quer realmente ver Alison pelas costas. Hanna pergunta-lhe sobre o que se passou em Ravenswood, mas Caleb recusa-se a falar porque ainda está zangado com a ABC Family por ter cancelado o spin-off, que era tão bom como um elefante a cantar fado. No final, os dois afogam as mágoas em álcool. Aqui vemos que os problemas de alcoolismo de Hanna e Caleb vão ter tendência a aumentar.


De volta a Ezria, os dois vêem as gravações da câmara de segurança e descobrem que foi Eddie Lamb que deixou o envelope à porta de Ezra. Ezra já conhecia Eddie, pois entrevistou-o quando estava a escrever o livro sobre Alison. Mas por que terá ele deixado o envelope em casa de Ezra e não na de Spencer? Provavelmente haverá algum membro dos Hastings que ele não quer que veja o desenho. E esse membro deverá ser Melissa. É esta a minha teoria.


A caminho do final, as Liars reúnem-se para contextualizar tudo a quem andou a dormir durante o episódio. Aria surge e mostra-lhes o desenho arrepiante de Bethany. As Liars chegam à conclusão que há mais para descobrir em Radley, pelo que alguém terá de lá entrar. Aria vota prontamente em Spencer, mas ela diz-lhe que não pode ir trabalhar para lá porque foi uma paciente. Contudo, afirma que sabe como conseguir lá entrar. Pouco depois, Alison recebe uma mensagem de –A a dizer que, se ela sair de Rosewood, a mata.


Ninguém percebeu a razão de –A não querer Alison longe de Rosewood. Nem eu. Spencer diz no final: “O que é pior do que a morte?”, dando a ideia, penso eu, de que –A a quer torturar psicologicamente talvez ao mostrar-lhe informações perigosas ou algo do género.


Numa cena que não foi mais do que fan service, Alison fica a dormir em casa de Emily e a amiga colorida fica a cuidar dela.
No Brew, Veronica diz a Spencer que já não vão ter de mudar de casa, porque não há dinheiro para se construir um novo cenário. Por isso, é Peter quem terá de sair. O casal não fez as pazes. Este é mais um divórcio para a caixa. Agora só falta os pais de Emily se divorciarem.


Na cena seguinte, Hanna lembra-se que Travis existe. O leito da conversa desagua em Caleb e o mar de Tranna fica agitado. Travis põe em causa o relacionamento.


Na segunda melhor cena do episódio, uma administradora de Radley conversa com uma das Liars – que todos pensamos ser Spencer. Contudo, quando nos revelam a pessoa, deparamo-nos com Aria! Sim! A Aria vai fazer alguma coisa!


Na penúltima cena, Tanner aparece a Alison e Emily para lhes dizer comunicar que Alison terá de ir à polícia prestar declarações relativas à morte de Shana. É então que Ali recebe uma mensagem de –A, que se mostra muito contente por Alison estar a ser forçada a contar a verdade: “Time for the caged bird to sing.”


Na cena final de –A, vemos as nossas queridas mãos enluvadas a preparar uma coroa de flores para os pais de Bethany, com direito a uma mensagem pessoal e tudo. Quando –A mostra o seu corpo apercebemo-nos de que é a Black Veil. Claramente uma mulher. Mas quem? A gémea de Alison? CeCe?... Maya?


Em suma, gostei bastante do episódio. Não foi um dos melhores, mas penso que foi uma descompressão dos momentos do episódio anterior muito bem explorada e com situações muito interessantes de suspense, mistério e intriga.
E vocês, o que acharam?
-R
Lê mais...